RCC FÓRUM: Seja bem-vindo ao fórum!
Canal Oficial da RCC no Whatsapp!
RevoTech: Startup de Tecnologia - Empresa da Comunidade
ANUNCIE AQUI: Exponha sua marca para milhares de acessos
Revo Viagens: Ofertas imperdíveis te esperam!
HABBOREVO: Venha fazer parte do maior fã site policial do Habbo Hotel.
RCC DISCORD: Junte-se ao nosso canal no Discord!
RCC Cast: Ouça o nosso podcast, no Youtube ou no Spotify.
PMJ: TENHA O AUXÍLIO QUE VOCÊ PRECISA!

Corregedoria
Corregedoria
Conta Oficial

RCCoins : 200
Mensagens : 1705
Emblemas : Caso zjoaop solicitado por Kahalia PT725Sou uma conta Administrativa da RCC
Dom 20 Ago - 22:54
Nick do delator: Kahalia
Corpo da acusação:

Acusação:


Última edição por Corregedoria em Qua 27 Set - 12:37, editado 2 vez(es)


Atenciosamente,

Corregedoria da RCC.
Corregedoria
Corregedoria
Conta Oficial

RCCoins : 200
Mensagens : 1705
Emblemas : Caso zjoaop solicitado por Kahalia PT725Sou uma conta Administrativa da RCC
Dom 20 Ago - 22:54
Aguardando o direito de defesa.
22:54 - 21 Ago 2023


Atenciosamente,

Corregedoria da RCC.
Corregedoria
Corregedoria
Conta Oficial

RCCoins : 200
Mensagens : 1705
Emblemas : Caso zjoaop solicitado por Kahalia PT725Sou uma conta Administrativa da RCC
Seg 21 Ago - 21:53
Nick do infrator:
Corpo da defesa:

Defesa:


Atenciosamente,

Corregedoria da RCC.
Corregedoria
Corregedoria
Conta Oficial

RCCoins : 200
Mensagens : 1705
Emblemas : Caso zjoaop solicitado por Kahalia PT725Sou uma conta Administrativa da RCC
Seg 21 Ago - 21:53
Caso aberto para julgamento da Corregedoria até 23 Ago 2023 às 21:53.

Aguardando parecer do relator até 22 Ago 2023 às 21:53.
Corregedor Relator:
Marechal Lynsk


Atenciosamente,

Corregedoria da RCC.
Lynsk
Lynsk
Administrador

RCCoins : 99999
Mensagens : 402
Patente : Comandante
Idade : 21
Localização : Maldivas

Emblemas : Caso zjoaop solicitado por Kahalia OULfm8LMembro da Polícia RCCCaso zjoaop solicitado por Kahalia DE54C14 anos de Revolução Contra o Crime
Caso zjoaop solicitado por Kahalia ARM25Acampamento Militar - 2023
Seg 21 Ago - 23:53
Caso zjoaop solicitado por Kahalia Cor_ly10

I. DOS FATOS

1. O episódio em questão foi relativamente simples, abordando uma punição direcionada ao aspirante a oficial -lucasz-. pelo crime de desrespeito e insubordinação. Inicialmente, a punição aplicada foi o rebaixamento, mas acabou sendo revogada pelo Comandante-Geral zjoaop, resultando, por fim, na aplicação de 50 medalhas efetivas negativas como penalização definitiva.

2. Em seguida, a Marechal Kahalia recebeu uma advertência escrita pelo crime de abuso de poder, também aplicada pelo Comandante-Geral zjoaop, no inciso I do crime descrito.

II. DA ANÁLISE

Ao examinar os prints que documentam o acontecimento que resultou na imposição de um rebaixamento promovido pela militar Kahalia, assim como a análise da argumentação apresentada no requerimento com os fundamentos para essa punição intermediária, ressalto aos meus colegas de colegiado que estamos lidando com um caso de natureza simples e suscetível a uma solução descomplicada.

O caso gira em torno de um episódio de um alistamento, no qual o civil estava causando problemas em não querer alterar o seu tom de pele. De forma inocente e gentil, o aspirante -lucasz-. profere as seguintes frases:

lucasz-. escreveu:''São os procedimentos, amigo.''
''Senhores, calma, ele vai colaborar.''
''Eu que fui recrutar ele em um outro quarto.''

Como podemos notar, o aspirante alega ser amigo do civil, e por este fato decidiu auxiliar acerca da sua colaboração no alistamento. Em seguida, a Marechal Kahalia profere tais frases:

Kahalia escreveu:''?''
"Não tem ninguém nervoso aqui para você está pedindo calma, e para seus superiores."
"Mais respeito."

Não classifico como uma insubordinação a solicitação de calma do aspirante, pois tal pedido foi uma frase inocente, desprovida de qualquer intenção de desafiar seus superiores. A abordagem adotada pela Marechal Kahalia foi brusca e pouco eficaz. Sua advertência verbal poderia ter sido conduzida de maneira menos ríspida e mais construtiva.

Ao examinar os prints, fica evidente que o aspirante não respondeu à Marechal e prosseguiu com seus esforços para ajudar o civil a concluir o alistamento. É importante observar que a Marechal Kahalia não indagou se o aspirante havia lido a sua mensagem, o que poderia explicar a falta de resposta por parte dele. A situação poderia ter passado despercebida, levando à ausência de resposta à superiora. De maneira abrupta, a Marechal Kahalia ordena que o aspirante se dirija ao Centro de Instruções e execute o comando de apresentar-armas, sem oferecer qualquer contexto ou explicação.

Em seguida, fica clara a insubordinação cometida pelo aspirante, visto que ele relutou em obedecer à ordem, questionando a razão por trás da punição e mencionando que recorreria a ela. Na minha perspectiva, todo esse incidente poderia ter sido evitado se a Marechal Kahalia tivesse adotado uma abordagem mais adequada com o aspirante, evitando a dureza na comunicação com seu subordinado e fornecendo uma explicação antes de impor a punição em questão.

De maneira alguma pretendo questionar a autoridade e autonomia da Marechal Kahalia como superiora, porém, não consigo identificar o agravante que levou a militar a aplicar uma penalidade tão severa como o rebaixamento ao aspirante. Acredito que, em um primeiro momento, uma abordagem mais calma, durante a sua advertência verbal, poderia ter sido mais apropriada. Em seguida, seria válido questionar se o aspirante havia lido sua mensagem. Por fim, explicar ao aspirante o motivo da punição teria sido uma abordagem mais eficaz.

Considerando a forma como lidou com a situação e a abordagem adotada com seu subordinado, entendo que a Marechal Kahalia cometeu o crime de Abuso de Poder. Nesse sentido, a punição aplicada à militar foi justa e indiscutível.

III. DO VEREDITO

I. INDEFERIMENTO TOTAL do recurso.

Atenciosamente,
Corregedora Relatora Lynsk



Atenciosamente, Comandante Lynsk

Instrutora do Grupamento de Ações Táticas Especiais
Administradora do Fórum
Integrante da Corregedoria
Diretora da Repartição de Ações Interventivas e Ostensivas
Ministra dos Supervisores
Vice-Líder do Setor de Relações Públicas
Fiscalizadora do Centro do Recursos Humanos

benjlfbaby
benjlfbaby
Administrador

RCCoins : 200
Mensagens : 1702
Patente : Comandante Geral
Idade : 21
Localização : ΜΟΛΩΝ ΛΑΒΕ

Emblemas : Caso zjoaop solicitado por Kahalia IT693Sou um militar da PMRCC
Caso zjoaop solicitado por Kahalia NL219Eu fiquei no BETA! #RCC2021
Caso zjoaop solicitado por Kahalia DE25FNem sempre o lado bom da força leva a melhor... #StarWars
Caso zjoaop solicitado por Kahalia DE24FO Lado Ruim da força nunca perde! #StarWars
Caso zjoaop solicitado por Kahalia PT759Participantes Par Caipira
Caso zjoaop solicitado por Kahalia Kv4FCOuSei de tudo quando se trata de futebol! #RCC2021
Caso zjoaop solicitado por Kahalia ARM25Acampamento Militar - 2023
Ter 22 Ago - 23:56
Caso zjoaop solicitado por Kahalia Themis11

I. ANÁLISE

1. Em primeira análise, é importante enfatizar os fatos que levaram a situação em questão. O desenrolar se dá quando a marechal Kahalia - apelante nesse processo - intervém numa situação do batalhão, rebaixando o aspirante a oficial -lucasz-. a patente de subtenente pelo crime de desrespeito e insubordinação. Entretanto, o apelado - comandante geral zjoaop - atenua a punição para 50 medalhas efetivas negativas e pune a referida com uma advertência escrita por abuso de poder.

2. Desde já coloco-me em dissenso com a abordagem utilizada pela apelante ao repreender, indevidamente, o aspirante a oficial quando este não tinha sequer a intenção de afrontar seus superiores. Em meu entendimento, a utilização da solicitação de calma pelo policial nada mais é do que um informativo de que o civil estava confuso quanto as regras da instituição mas que ainda sim iria colaborar.

Marechal Kahalia escreveu:"Não tem ninguém nervoso aqui para você está pedindo calma, e para seus superiores."
"Mais respeito."

3. Em meu entendimento, não há necessidade de uma abordagem tão ríspida, mesmo que, no entendimento da marechal, isso fosse um desafio a sua autoridade e dos demais superiores presentes. Ressalto que, quando estamos lidando com praças, sobretudo os mais recentes, deve-se fazer valer o bom senso e explicar de maneira detalhada a motivação de considerar sua ação errônea, para que este possa absorver os conhecimentos e replicar no dia a dia.

4. Não satisfeita com sua abordagem, a marechal Kahalia, segue cometendo erros ao solucionar uma situação corriqueira do batalhão, enviando o aspirante para o centro de instrução com objetivo de fazê-lo apresentar armas, entretanto, prezados, pasmem, o referido nem sequer foi instruído sobre a motivação de sua punição. Fato que certamente lhe gerou dúvidas e, por conseguinte, indagações.

Aspirante a oficial lucasz-. escreveu:"O que eu fiz, senhora?"
"Quero saber o motivo, senhora."

4.1. Acredito que deveria ser de conhecimento de uma MARECHAL, aspirante ao alto comando, que não se deve punir um subalterno sem sequer explicar qual erro cometeu e como pode melhorar. Afinal, não seria esse o motivo das punições ou repreensões? Repreender erros e garantir a manutenção da ordem na instituição. De alguma forma, a referida consegue cometer mais erros ao desenrolar da situação, refiro-me ao momento que pergunta se o aspirante a oficial está de palhaçada com sua cara. Prezados, não julgo válido, em QUALQUER HIPÓTESE, referir-se a um subalterno dessa maneira. Sendo esse um claro sinal de despreparo e instabilidade da apelante e comprovando, mais uma vez, que teve sim atitudes abusivas, ao gerar uma situação vexatória, sem necessidade - afinal, conforme exposto nas evidências, apesar do subalterno utilizar o sussurro a referida utiliza-se de uma repreensão fora do sussurro e sem justificativa.

5. A requerente do rebaixamento no RCCSystem afirma foi intimidada pelo aspirante a oficial quando este afirma que irá recorrer. Entretanto, nobres julgadores, não entendo dessa maneira. Conforme exposto por mim, e comprovado pelas evidências, o policial estava sendo punido sem sequer saber a motivação, então, afirma que fará o que é ensinado: recorrer. Em meu julgar, o aspirante não tenta, de forma alguma, intimidá-la e sim respaldar seu desejo de compreender melhor a situação e utilizar um direito seu previsto pelo Código Penal Militar.

6. Entendo que a insubordinação por parte do aspirante ocorre ao desobedecer a ordem da referida, parando de apresentar armas e falando durante o comando, mesmo após ser ordenado a não fazê-lo.

7. Pelos motivos expostos, coloco-me em consenso com a atenuação da pena e punição aplicada pelo réu nesse processo judicial.
II. VEREDITO
Diante dos fatos e de todos os fundamentos apresentados no presente instrumento, voto pelo indeferimento do caso.
Atesta este documento,
Corregedor benjlfbaby.




Caso zjoaop solicitado por Kahalia 2ZSE07k
Percy.Helbert
Percy.Helbert
RCCStar

RCCoins : 200
Mensagens : 3683
Patente : Comandante Geral
Idade : 24
Localização : São Paulo.

Emblemas : Caso zjoaop solicitado por Kahalia IT693Sou um militar da PMRCC
Qua 23 Ago - 15:26
Caso zjoaop solicitado por Kahalia Just11
Corregedor Percy.Helbert



I. Análise

Não prolongarei a minha análise, a utilizarei como complemento ao ótimo relato da corregedora Lynsk.

- Houve, de fato, uma falha comunicativa por parte da marechal para com o seu subalterno. O grande problema das correções realizadas em ambiente aberto /público é a certeza de que o seu subalterno tenha captado a mensagem, outrossim, as instruções realizadas através do meio público seguem uma lógica de proliferação da correção postural, o que não foi identificado pela repreensão da marechal;

- Além da falha em transparecer a sua correção ao seu subalterno, a marechal peca na aplicação das medidas administrativas de caráter punitivo, atropelando todas as etapas e usando meios incoerentes para com os hipotéticos "agravantes";

- Sou cordial à punição final aplicada ao aspirante em questão (50 efetivas negativas), bem como me coloco em consonância com a pena de abuso de poder deferida à marechal Kahalia. Ainda que tenha a atitude necessária para coibir atos de natureza criminal de seus subalternos, complicou um caso simples ao confundir o sentido de rigidez com rudez, a pena precisa vir acompanhada da correção, e claro, de forma objetiva e esclarecedora ao alvo da correção, e apesar da apelante afirmar que o corrigiu, não há indícios nem comprovações anexadas no presente recurso.



II. Veredito

- Voto de acordo com a relatora, isto é, pelo INDEFERIMENTO do recurso.


Atenciosamente, Comandante-Geral Percy.Helbert

- Membro da Corregedoria;
- Comandante da Repartição de Ações Interventivas e Ostensivas;
- Administrador do fórum;
- Vice-Líder dos Supervisores.

2014-15:
-Anderson....
-Anderson....
Administrador

RCCoins : 200
Mensagens : 8701
Patente : Comandante Geral
Outro : Veterano
Idade : 22
Localização : Natal - RN

Emblemas : Caso zjoaop solicitado por Kahalia IT693Sou um militar da PMRCC
Caso zjoaop solicitado por Kahalia ARM25Acampamento Militar - 2023
Qua 23 Ago - 19:54
Veredito: De acordo com o relator.
Corregedoria
Corregedoria
Conta Oficial

RCCoins : 200
Mensagens : 1705
Emblemas : Caso zjoaop solicitado por Kahalia PT725Sou uma conta Administrativa da RCC
Qui 24 Ago - 14:01
Caso encerado!
Veredito:
Indeferimento (de acordo com o relator).


Atenciosamente,

Corregedoria da RCC.
Conteúdo patrocinado
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos