Seja bem-vindo ao fórum!
A RCC é você - Juntos fazemos história, fique no Habbo Beta!
Junte-se ao nosso canal no Discord!
ESPECIAL HARRY POTTER: Chegou a hora de selecionar a sua casa!
CENTRAL DE COMPARTILHAMENTO DE ERROS: Compartilhe conosco erros que você esteja passando no HABBO BETA!
RCC Podcast - Ouça o nosso podcast, no Youtube ou no Spotify.
Compartilhe
bielwswolf
bielwswolf
RCCStar

RCCoins : 200
Mensagens : 2574
Patente : Comandante
Idade : 19
Localização : -

Emblemas : Proposta de Lei n° 221/2020 - "Das punições dos operadores no Batalhão Auxiliar" IT693Sou um militar da PMRCC
em Dom 12 Jul - 21:31
Alto Escalão da Polícia Militar Revolução Contra o Crime

Proposta de Lei n° 221/2020 - "Das punições dos operadores no Batalhão Auxiliar" 38497_16841_53432

Proposta de Lei (PL)




• Proposta de Lei (PL): "Das punições dos operadores no Batalhão Auxiliar"

Tipo: (x) Adição   ( ) Edição   (  ) Remoção

Documento a ser alterado: Código de Conduta Militar - Disposições Complementares | CAPÍTULO V - BATALHÃO | Seção I - FUNÇÕES

Trecho atual:
Artigo 4° - Os Operadores deverão atuar na sala de controle, monitorando a entrada de recrutas, praças, aliados e convidados.

§ 1° O Operador 1 é o responsável por verificar o fardamento, missão e emblema favoritado do monitorado.

§ 2° O Operador 2 é o responsável por verificar o perfil do monitorado, averiguando também se há número ou adereço presente na parte traseira da farda. Também deve verificar a cor na fala que o usuário utiliza.

§ 3° - O Operador 3 é o responsável por conferir se o usuário consta no RCC System. É também a última verificação que o monitorado receberá para adentrar ao batalhão. Deve ter total atenção aos mínimos detalhes na hora de liberar a entrada.

§ 4° - O O Operador 4 é o responsável pela entrada de Recrutas que serão encaminhados automaticamente à Área de Recrutas. Este deve verificar o fardamento, missão, emblema favoritado, perfil, adereços e se o nome do indivíduo consta ou não no RCC System, no tópico de exonerados e se o mesmo é policial da ativa.

§ 5° - Quando o batalhão vigente for o Auxiliar, visto que há apenas dois operadores, o Operador 1 ficará responsável pela sua função padrão e pelas funções do operador 2, e o Operador 2 ficará responsável pela função do operador 3.

Observações: Para ocupar a função de Operador, sendo do Corpo Militar, é dever do policial ter patente igual ou superior a Cabo, possuir conclusão no "Curso de Formação de Cabos" e na "Aula de Segurança", aplicadas, respectivamente, pelas companhias dos Instrutores e a dos Supervisores, encontrando-se estas confirmadas no RCC System.

Para ocupar a função de Operador, sendo do Corpo Executivo, é dever do policial ter cargo igual ou superior a Inspetor, possuir conclusão na "Aula de Praças Intermediária" e na "Aula de Segurança", aplicadas, respectivamente, pelas companhias Escola de Formação de Executivos e a dos Supervisores, encontrando-se estas confirmadas no RCC System.

Trecho proposto:
Artigo 4° - Os operadores deverão atuar na sala de controle, monitorando a entrada de recrutas, praças, aliados e convidados.

§ 1° O operador 1 é o responsável por verificar o fardamento, missão e emblema favoritado do monitorado.

§ 2° O operador 2 é o responsável por verificar o perfil do monitorado, averiguando também se há número ou adereço presente na parte traseira da farda. Também deve verificar a cor na fala que o usuário utiliza.

§ 3° - O operador 3 é o responsável por conferir se o usuário consta no RCC System. É também a última verificação que o monitorado receberá para adentrar ao batalhão. Deve ter total atenção aos mínimos detalhes na hora de liberar a entrada.

§ 4° - O operador 4 é o responsável pela entrada de Recrutas que serão encaminhados automaticamente à Área de Recrutas. Este deve verificar o fardamento, missão, emblema favoritado, perfil, adereços e se o nome do indivíduo consta ou não no RCC System, no tópico de exonerados e se o mesmo é policial da ativa.

§ 5° - Quando o batalhão vigente for o auxiliar - visto que há apenas dois operadores -, o operador 1 ficará responsável pela sua função padrão e pelas funções do operador 2, e o operador 2 ficará responsável pela função do operador 3.

Observações: Para ocupar a função de operador, sendo do Corpo Militar, é dever do policial ter patente igual ou superior a Cabo, possuir conclusão no "Curso de Formação de Cabos" e na "Aula de Segurança", aplicadas, respectivamente, pelas companhias dos Instrutores e a dos Supervisores, encontrando-se estas confirmadas no RCC System.

Para ocupar a função de operador, sendo do Corpo Executivo, é dever do policial ter cargo igual ou superior a Inspetor, possuir conclusão na "Aula de Praças Intermediária" e na "Aula de Segurança", aplicadas, respectivamente, pelas companhias Escola de Formação de Executivos e a dos Supervisores, encontrando-se estas confirmadas no RCC System.

Caso o batalhão vigente for o auxiliar, cabe aos operadores verificar se o individuo que está solicitando o acesso ao batalhão é irregular, sendo este identificado como fake. Caso a entrada de um individuo irregular seja realizada, os operadores deverão ser punidos com o acréscimo de 40 medalhas efetivas negativas.

Considerações: Atribuição de punição para os envolvidos em caso de acesso de fake ou exonerado (indivíduos irregulares) no BATALHÃO AUXILIAR através de uma nova observação da função de operador e ajustes gramáticos nos artigos.
Desenvolvido por: General -Anderson....
Encaminhado à: Corregedoria


Atenciosamente, Comandante bielwswolf [BwS]

Proposta de Lei n° 221/2020 - "Das punições dos operadores no Batalhão Auxiliar" Avatarimage?user=bielwswolf&action=std&direction=2&head_direction=2&gesture=agr&size=b

Proposta de Lei n° 221/2020 - "Das punições dos operadores no Batalhão Auxiliar" Captur10
• Corregedor da Polícia Militar Revolução Contra o Crime
• Líder da companhia dos Treinadores
• Vice-Líder do Centro de Formação de Oficiais
• Fiscal do Centro de Recursos Humanos
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum