Polícia RCC - Formando líderes para o futuro!
Redes Sociais:
Destaque
Nick: delapusya
Motivo: A Diretoria do Corpo Executivo e toda a RCC, gostaria de lhe parabenizar pelo excelente serviço em prol da Polícia RCC! Continue assim.
Redes Sociais



Parceiro: Ofertas na Baixada
Parceiros
Jornal Revolucionário  - Revolucionando seus pixels
Visite o Quarto

Quarto: Praça Militar
Visite: Clique aqui
Link-nos
Policia RCC - A Melhor Policia do Habbo Hotel



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 3]

11 Re: [AMAN] Relatório - Redações em Sab 12 Maio - 22:58

ajueai


Visitante

Índice:

1. Dados do Cadete.
2. Introdução.

1. Dados do Cadete.

Nick: ajueai
Tema: Resolução de Casos.

2. Introdução

Resolução de um caso

O estudo de um caso, é uma espécie de "ciência" que pode se aplicar em várias áreas, que acaba se tornando um instrumento pedagógico, que depende de muitas coisas, desde raciocinar até o ato de refletir sobre o tal caso.
O conceito de estudo de um caso pode ser um estudo muito amplo e também muito exaustivo, que depende de argumentações, reflexões e estratégias, portanto depende de um largo espaço de tempo para ser estudado, avaliado e solucionado com exatidão. O estudo de caso terá como base um ou mais objetos. Trata-se inegavelmente que você estudará um caso visando ser aplicado em uma escala maior. Seria um erro, porém, atribuir um estudo de campo como esse tipo de metodologia. O estudo de caso para solucioná-lo vem sendo utilizado com frequência por pesquisadores sociais para ver como as pessoas reagiriam diante de um caso difícil de ser solucionado e com uma certa complexidade.
Já na parte jurídica, para a solução de um caso tem basicamente os mesmos fundamentos, primeiro abre-se uma investigação policial, que vê se aquilo realmente aconteceu..Depois começa a parte mais difícil, os promotores e advogados tem de saber quais argumentos usar, elaborar uma estratégia para usar contra seus "inimigos" para se dar bem, tem de pensar no que vai falar..Sempre buscando a superioridade de seu cliente, e sempre procurando a vitória do mesmo. Não deixando passar nada, sempre procurando detalhes e usando-os como provas, argumentos ou até mesmo como motivos para deixar os jurados confusos sem saber em quem deve acreditar, fazendo com que ele seja contra o "inimigo" de quem deixou eles confusos. No dia 10 de maio de 2018 foi aplicado um Juri-Simulado em um dos treinamentos da Academia Militar das Agulhas Negras, podemos ver como funcionaria um Juri. Houve todas as partes de um Juri real, desde a criação do caso, até sua solução...Passando pela sua argumentação e pela decisão dos jurados. Pode-se ver que a defesa conseguiu executar com êxito seu trabalho argumentando muito bem pela inocência do motorista, e acabou ganhando.
Pode-se concluir que: a resolução de um caso pode ser aplicado em muitas áreas desde judiciárias até áreas sociais, como psicologia, etc. Portanto é de suma importância saber o que é a resolução de um caso, para que serve e porquê deve ser aplicado em nossa sociedade atual.
Aprendi que não depende apenas da inocência / culpa de um cliente...Existem vários finais para um único caso, única coisa que depende é de como esse caso vai ser desenvolvido, argumentado e também avaliado, Possibilitando assim uma vitória ou uma derrota, uma liberdade ou uma cadeia, mostrando quem deve e quem não deve ser punindo e também, dando exemplo.

GIL, 2008, p.58 escreveu:“O estudo de caso é caracterizado pelo estudo profundo e exaustivo de um ou de poucos objetos, de maneira a permitir o seu conhecimento amplo e detalhado, tarefa praticamente impossível mediante os outros tipos de delineamentos considerados.”



Atenciosamente, ajueai.



- Aspirante a Oficial da Polícia RCC;
- Treinador da Polícia RCC;
- Avaliador da Ordem Militar

NagatoBR18


Visitante



]I.Dados do cadete
II.Tema
III.Introdução
IV.Desenvolvimento
V.Conclusão






Nick : NagatoBR18
TAG : [N18]
Patente : Sargento
                                          Tema: Resolução de casos

A resolução de tribunal é, especificamente quando o juri toma a decisão do que vai acontecer com o réu/promotor por votação com a ajuda dos jurados, após o réu, advogado, promotor, testemunha (as).Se pronunciarem.

O Tribunal do Júri é o órgão do poder judiciário brasileiro em que sete jurados leigos, presididos por um juiz togado (concursado), decidem as causas que lhes são apresentadas.O Tribunal do Júri brasileiro possui competência para julgar apenas os chamados crimes dolosos contra a vida. Crimes dolosos são aqueles em que o agente tem a intenção de produzir um determinado resultado, ou em que o mesmo não se importa com a produção desse resultado. Os crimes dolosos contra a vida que serão julgados pelo Júri são o homicídio, o infanticídio, a instigação ou auxílio ao suicídio e o aborto.O julgamento de causas cíveis, como uma cobrança de dívidas ou um pedido de indenização, não é de competência do Tribunal do Júri brasileiro. Todavia, nos Estados Unidos, por exemplo, existem estados que adotam essa possibilidade.Participam do julgamento pelo Tribunal do Júri: os jurados que formam o Conselho de Sentença; o juiz-presidente; o promotor de justiça; o advogado; o réu; o escrivão; policiais militares; funcionários da justiça. Podem participar ainda testemunhas, espectadores, bem como a própria vítima.A acusação é quem inicia os debates orais. Logo após, é dada a palavra a defesa. Se após a sustentação defensiva o promotor entender pela necessidade de complementar sua fala, lhe será concedida uma réplica por meia hora.Como a defesa sempre terá a faculdade de falar por último, se a acusação utilizar da réplica, a defesa poderá se valer da tréplica, também de meia hora.O julgamento pode demorar de poucas horas a até alguns dias. Se for demorar mais de um dia, os jurados são hospedados pelo poder público em alojamentos ou estabelecimentos congêneres. Serão sempre acompanhados por oficiais de justiça, responsáveis por fiscalizar a incomunicabilidade dos jurados.

Com essa redação é possível afirmar de uma maneira mais clara e objetiva, que o juri é muito importante para sociedade, e que podemos usa-los para decidir coisas que queiramos e não queremos.



Última edição por NagatoBR18 em Seg 14 Maio - 9:19, editado 1 vez(es)

13 Re: [AMAN] Relatório - Redações em Sab 12 Maio - 23:18

Cortex,

avatar
C.F.O

Polícia Militar Revolução Contra o Crime
Academia Militar de Agulhas Negras



Índice

I. Dados do Cadete
II. Tema
III. Introdução
IV. Desenvolvimento
V. Conclusão
VI. Considerações Finais

I. Dados do Cadete:

Nick: Cortex,
Cargo: Cadete
TAG: [CTX]




Resolução de Casos

   Uma resolução de casos por mais complexa que se torne, depende muito do pulso firme do responsável para que a sua decisão seja respeitada. É de extrema importância a imparcialidade de quem vai resolver, porque qualquer erro por mais mínimo que seja, pode mudar totalmente seu senso de justiça e acabar se tornando um injusto em tal situação.
   É de extrema importância que um juiz como também um militar saiba resolver casos. Um aspirante por exemplo, quando o mesmo é colocado em prova para resolver um caso, está certamente sendo avaliado pelos seus ideais e seu senso crítico para tomar a decisão correta, assim funciona dentro da RCC e também em um caso de justiça. O juiz em seus primeiros casos possuem a mesma pressão que um aspirante de nossa polícia, precisa se certificar que a decisão na qual foi feita está correta e a punição foi aplicada com êxito, por estar sendo pressionado e testado em qualquer momento, ambos estão atentos e costumam ficarem nervosos para não cometerem erros e serem avaliados de forma negativa. Então, podemos dizer que é importante resolver casos para mostrar confiança e transparência a seus superiores.
   Também é importante se mostrar disposto a resolver, deve ser competente e praticar a leitura dos documentos necessários para uma boa resolução. A partir do momento que você resolve de forma justa e correta, você demonstra a todos que é capacitado e preparado para enfrentar desafios relacionados ao tipo. Se for uma profissão como juiz, por exemplo, você mostrando confiança a quem estiver no tribunal, sua autoridade nunca será contestada. Já na RCC, é um passo ao oficialato para este "pré-oficial" que mostrou-se preparado referente às resoluções.
   As resoluções de casos no geral são importantes e definem competência ou a incompetência das pessoas. Sendo militar ou juiz, ambos precisam saber resolver e para isto, terem um bom pulso firme para que a sua autoridade nunca seja contestada. Também conseguimos entender a partir disto que precisamos estar sempre preparados para resolver algo, porque nunca sabemos quando estamos sendo testados ou passando transparência para quem trabalha conosco.



Considerações Finais

   Concluo esta redação falando sobre meus conhecimentos atribuídos na atividade do dia 10 de maio de 2018. Ocorreu um pequeno julgamento sobre um rapaz que havia sido atropelado. Os cadetes foram divididos em duas equipes: os advogados de defesa, que defendiam o motorista e a promotoria de justiça que lutava pelos direitos do pedestre que sofreu o acidente. Aprendi neste "julgamento" que a importância de defendermos o que acreditamos e como se torna crucial saber se expressar para que nossos argumentos sejam levados a sério. Também acrescento dizendo o quanto é inteligente da parte de quem defende ou ataca sempre relatar fatos reais, porque qualquer alegação falsa pode ser contradita com provas reais do oponente.



~~ Atualmente ~~


Marechal da Polícia Militar Revolução Contra o Crime.



- Organizador de Rondas
Conselheiro de Documentação do Centro de Formação de Oficiais
-Vice-Líder da Auditoria Fiscal
-Ministro de Contabilidade da Ordem Militar

14 Re: [AMAN] Relatório - Redações em Dom 13 Maio - 0:31

Arthurdaniel99!

avatar
Visitante

Índice

1. Dados do cadete
2. Tema
3. Considerações Finais

1. Dados do cadete

Nick: arthurdaniel99
TAG: [Mac]

2. Tema: Resolução de Casos


A Resolução de um caso prático não se resolve em poucas linhas. Pois sendo um tema
Complexo, o mesmo dependendo do caso pode ser encaminhado a vários dias, e até anos.
Para resolver um caso abre-se um inquérito policial, que gera um processo, no qual são reunidas evidências a favor e contra o réu, e, finalmente, o juiz analisa os dados e dá a sentença. Mas só em casos de crimes intencionais contra a vida (homicídio; induzimento, instigação ou auxílio ao suicídio; infanticídio e aborto) a última etapa do julgamento acontece no tribunal do júri.
Em alguns casos não tem Plateia e nem júri, pois o caso que estiver em julgamento, ou é restrito ou crimes de imprensa.
Sentado ao lado da defesa, o réu geralmente vai a júri quando já está preso. Podem ser julgados mais de um réu ao mesmo tempo nesse caso, os tempos de acusação e de defesa são esticados em uma hora para cada réu.

O juiz dá início ao julgamento, convocando os presentes no tribunal do júri a examinar a causa com imparcialidade. Ele é também o primeiro a interrogar o réu e as testemunhas, além de ler o relatório do processo e expor as provas (fotos, documentos etc.). Apesar de obrigatoriamente acatar a decisão do júri, é o juiz que decide o tamanho da pena, em caso de condenação.

São até oito testemunhas para cada lado. Antes de depor, as testemunhas ficam recolhidas em uma sala anexa, de onde não podem ouvir nada do que se fala no tribunal, nem podem conversar entre si. Se faltar uma testemunha considerada imprescindível por uma das partes, o julgamento pode ser adiado.

Todo réu tem direito a defesa – se ele não tiver dinheiro para contratar um advogado, o Estado fornece um. Mas, se o acusado tiver grana, pode contratar até mais de um defensor. A defesa é a primeira a falar: discursa por duas horas e, depois da réplica da promotoria, tem mais meia hora de tréplica.


Conclui-se que, para que um caso seja resolvido, este por sua vez, deverá passar por um júri, que composto por diversas partes, tratarão de objetificar um determinado réu por meio de discussões, que visam, por meio de um âmbito legal, chegar a determinadas conclusões, em meio de diversos argumentos e fatos expostos por ambas as partes, seja ela preocupada em defender ou atacar, até que seja o réu, declarado culpando, inocente, ou vencedor de tal atividade legal.



3. Considerações Finais

A partir do estudo deste tema foi possível entender de uma maneira objetiva a forma que ocorre o julgamento de um caso, é visto claramente que é muito importante a presença tanto da defesa como da acusação, e como também é importante apresentar fatos, respeitar o julgamento em si, e a forma como o mesmo acontece.



Atenciosamente:
Aspirante a Oficial arthurdaniel99
Ex-Coordenador-Geral
Since 2014
Cabo [May]
Sargento [KsT]
Subtenente [ZoN]
Aspirante a Oficial [Mac]

15 Re: [AMAN] Relatório - Redações em Dom 13 Maio - 14:37

carlosobama10

avatar
Diretor

Índice 

1. Dados do cadete
2. Introdução

1. Dados do cadete

Nick: carlosobama10.
Tema: Resolução de casos

2. Introdução


Resolução de casos

   A Resolução de caso é onde apresenta um problema, contendo as análises pelo júri, o desenvolvimentos de argumentos lógicos e certos. As resoluções dos casos exige a intervenção de um advogado, que deve ser imparcial no que vai fazer. O Promotor que é o responsável por oferecer a acusação contra o individuo ou defender isso dependerá da sua visão do réu. O juiz é o responsável por resolver os conflitos insolúveis, ele deve ouvir as alegações das duas partes (Defensa e acusação), irá solicitar as provas no que acusa o réu e solucionará o caso imparcialmente. O júri é o órgão que decidirá se o réu é culpado ou inocente, ou seja, eles vão analisar entre eles e da o veredito para que o juiz dê a sentença final.
    O julgamento só é feito com a presença do réu e começa com os jurados prestando compromisso de julgar imparcialmente, dentro dos ditames da Justiça. Terá de interrogar o réu, fazendo perguntas claras e objetivas no dia do acontecimento que vem sendo acusado, em seguida o juiz deverá fazer a leitura do processo do réu. Os advogados de defensa e acusação tem direito de solicitar testemunhas para depor e elas (as testemunhas) devem da seu depoimento sobre o que será julgado. O promotor tem o direito de duas horas (02h) para que debata sobre o assunto com argumentos lógicos e o advogado tem o mesmo tempo ara dar sua réplica. O promotor pode falar novamente, por até meia hora, o que dá o direito ao advogado
falar de novo (tréplica), também por meia hora. 
   A Decisão vem através do Júri, o juiz pergunta a eles se estão aptos a votar a favor ou contra, caso eles estejam aptos eles devem ir a uma sala reservada e votar secretamente em um papel com “Sim ou não”. A sentença final vem dada pelo juiz, fazendo a leitura  da decisão dos jurados presentes dizendo se o acusado foi condenado ou livre das suas acusações.      
 
 


 
[CONSIDERAÇÕES FINAIS]
 
Eu aprendi nesse tema que devemos saber julgar um caso sendo imparcial e sério. Saber diferenciar o certo do errado, entender das leis que são fundamentais para um caso e o conjunte de regras que abrangem naquele local. Observar cada fato que é apresentando naquele momento, vê as argumentações se são realmente coerentes e coesivas. No treino mostrou que devemos saber agir sobre a verdade não se opor ao que é certo, fazer o que deve ser feito.



Última edição por carlosobama10 em Dom 13 Maio - 19:37, editado 1 vez(es)



16 Re: [AMAN] Relatório - Redações em Dom 13 Maio - 14:52

Twickit3


Visitante

Índice

1. Dados do cadete
2. Introdução


1. Dados do cadete

Nick: Twickit3
Patente: Subtenente

Tema: Resolução de Casos

2. Introdução

- É notório que parte da população não sabem como procede um processo criminal, principalmente aqueles que não têm muita familiaridade com a área, termos jurídicos, leis complicadas, tudo isso é uma contribuição para essa ignorância por parte da população. Afinal, como é feito esse processo?

- Atualmente, a maioria dos processos criminais, ocorrem por prisão em flagrante
sendo assim, todo o processo iniciando-se ali mesmo, na delegacia de polícia.
- O delegado assim, irá ouvir todas as partes, os policiais que efetuaram a prisão, testemunhas e o preso, podendo ouvir também as vítimas. Passado esse processo, o delegado não pode manter o preso muito tempo sob custodia sem que envie o processo a promotoria, no qual vai avaliar todos os depoimentos, provas etc. Depois, é enviado ao juiz que irá averiguar tudo.
- Caso o preso não tenha um advogado de defesa, é dever da justiça, concede-lhe uma defesa da defensoria pública, caso não haja nenhuma irregularidade no processo, podendo ter absolvição sumária (previstas no artigo 394 do CPP), o processo será levado a julgamento.
- Durante a audiência, é comum que primeiro seja ouvida as testemunhas de acusação, de defesa e por fim o réu (Artigo 411 do CPP). No rito da lei de tóxicos de acordo com o artigo 57 da lei 11.343/06, primeiro o réu é interrogado e só depois as testemunhas de acusação e de defesa, nessa ordem, são ouvidas. Tendo por fim as alegações finais orais, onde advogados das partes apresentam suas alegações para todo o juri, sendo 5 minutos, ou mais, para cada parte.
- Dado a sentença do réu, pode haver recorreções, sendo mais comum a apelação (artigo 593 do CPP), caso queira, as razões também poderão ser interpostas no Juízo ad quem (artigo 600, § 4º, CPP). Caso perca a apelação poderá ver se não cabe um Embargos Infringentes ( artigo 609, parágrafo único, do CPP). É valido lembrar que, nenhum processo vai adiante sem que o réu tenha uma defesa, ou que se auto-declare seu representante.

17 Re: [AMAN] Relatório - Redações em Dom 13 Maio - 23:11

b0lt1


Comunicativo

Academia Militar das Agulhas Negras


Redação: Resolução de casos - Missão nº03 AMAN - 10/05/2018




Índice:

1. Dados do cadete
2. Redação
3. Considerações finais
4. Anexos




1. Dados do cadete:

Nick: b0lt1
Patente: Aspirante a Oficial
TAG: [bt1]




2. Redação

Tema: Resolução de casos


A resolução de um caso passa por vários passos como: Identificação do problema/crime, recolha de testemunhas e provas, julgamento do actor do crime num tribunal judiciário composto por as devidas autoridades e por fim depois de análise dos testemunhos e provas é dito o veredicto do juiz, resolvendo assim o caso.
Todos os dias acontecem novos casos no dia a dia, estes acontecem quando indivíduos vão contra as normas de funcionamento de determinado sistema, o infractor deve ser punido seguindo o código de leis, este código pune os infractores dando o direito ao mesmo de recorrer a um meio judiciário de forma a se defender do caso que está incorrendo.
Na abertura do caso, o problema é identificado onde é feito uma pequena análise do caso, após essa breve análise procura-se possíveis soluções, recolhendo-se testemunhas(pessoas que observaram o sucedido), provas que fundamentam o caso. Em caso de o infractor desejar recorrer ao direito de tribunal judiciário, será aberto um julgamento perante um tribunal judiciário, onde participarão o juiz, jurados, conselho de sentença, promotoria(protege o sistema) e advogado de defesa(protege o réu), durante este julgamento o caso é apresentado a todos os indivíduos presentes, de seguida as testemunhas da promotoria e defesa farão seus testemunhos (observações), seguido da passagem da palavra para o réu, onde tem oportunidade de se defender.
No fim da palavra do réu, a promotoria e o advogado de defesa argumentam/discutem o caso favorecendo os respectivos lados. Após a palavra de ambos os advogados, o juiz, jurados e conselho de sentença terminam a recolha de informação, chegando a uma conclusão que resultará numa sentença dada pelo conselho de sentença: Culpado ou Inocente, resolvendo desta forma o caso ocorrido, este é o resultado final do caso.
Estes são todos os processos que levam a resolução de um caso de forma a que se faça justiça, seguindo a lei imposta em determinada lei, porém caso o infractor assuma culpa, ele é declarado culpado desde logo acarretando com devidas punições podendo ter a sorte de ver sua punição mais leve, por conta de sua sinceridade. E assim, resolve-se um caso da forma correta.




3. Considerações Finais

Com a realização desta redação pude entender melhor como funciona o tribunal judiciário, que é onde se julga os casos da forma mais justa para os intervenientes, isso é algo bastante importante no nosso dia a dia na RCC, tendo em vista que um dia poderemos ter de recorrer ao mesmo(Corregedoria). Desta forma estamos informados acerca deste procedimento em caso de necessidade.




4. Anexos

Prints de actividade:

https://i62.servimg.com/u/f62/19/82/70/83/aman110.jpg
https://i62.servimg.com/u/f62/19/82/70/83/aman210.jpg
https://i62.servimg.com/u/f62/19/82/70/83/aman310.jpg
https://i62.servimg.com/u/f62/19/82/70/83/aman410.jpg
https://i62.servimg.com/u/f62/19/82/70/83/aman510.jpg
https://i62.servimg.com/u/f62/19/82/70/83/aman610.jpg
https://i62.servimg.com/u/f62/19/82/70/83/aman710.jpg
https://i62.servimg.com/u/f62/19/82/70/83/aman810.jpg




Realizado e formatado por: Aspirante a Oficial b0lt1 -14.05.2018 - 03:09:52


18 Re: [AMAN] Relatório - Redações em Dom 13 Maio - 23:55

-Yamp

avatar
C.F.O


PMRCC - Academia Militar das Agulhas Negras


1. Dados do cadete

Nick: -Yamp
TAG: [YMP]
Tema: Resolução de casos.

2. Introdução


É indubitável que conflitos fizeram, fazem e farão sempre parte da vida humana. A vida é o que é devido a uma série de casos e conflitos que se sucederam e deram origem ao que estamos vivendo agora, ou seja, diante de uma imensidade de possibilidades, suas escolhas te levaram a estar aqui, agora, e não lendo um livro de geografia por exemplo. Desse modo, não deve-se encarar os conflitos ou suas resoluções como algo ruim pois eles são responsáveis por causar ou modificar grupos de interesse e, destarte, se configuram como os formadores de nosso caráter e pensamento. Como demonstração de sua importância, pode-se citar o fato de que é  impossível uma sociedade viver e progredir sem conflitos, pois são eles que a fazem seguir em frente, formando as idéias de senso comum e aprimorando as leis morais para que elas se encaixem no atual contexto histórico e social.

Segundo Georg Simmel, um grande filósofo alemão "Conflito é, portanto, destinado a resolver dualismos divergentes, é uma maneira de conseguir algum tipo de unidade, mesmo que seja através da aniquilação de uma das partes em litígio...". Não é diferente na resolução de casos judiciais, onde se juntam os advogados de acusação e defesa, juri, testemunhas e o juiz para dar fim a um caso. A jurisprudência é realizada minuciosamente pelo juiz, que para isso, deve analisar de forma racional e imparcial as provas apresentadas, os fatos comprovados e os depoimentos dos envolvidos, preservando sempre a presunção de inocência do réu, que é: "... um princípio jurídico de ordem constitucional, aplicado ao direito penal, que estabelece o estado de inocência como regra em relação ao acusado da prática de infração penal.". No final da sessão jurídica, levando em conta todos os fatores anteriormente citados, o réu pode ser considerado inocente ou culpado, encerrando assim, em ambos os casos, o conflito.

3. Considerações finais

Depreende-se dos fatos supracitados e das idéias expostas acima que os conflitos são a base estrutural de formação das sociedades e dos indivíduos. Os tribunais são uma invenção humana de extrema relevância e importância, que tem como objetivo ser um mecanismo auxiliador da sociedade no que diz respeito à resolução dos casos de forma racional em detrimento dos antigos julgamentos pessoais e individuais que eram muito suscetíveis a interferências externas, não levando muitas vezes à justiça, como por exemplo os tribunais da inquisição da era medieval, que foram os responsáveis pela promulgação de penas bárbaras à indivíduos que tinham opiniões que não iam de encontro com a da Igreja Católica.



Meu histórico:


Advogado[S23] 01 Abr 2018
Sub-Diretor[K10] 04 Abr 2018
Diretor [DDS] 08 Abr 2018
Diretor-Geral [JsV] 10 Abr 2018
Supervisor [Shi] 15 Abr 2018
Supervisor-Geral [VhO] 22 Abr 2018
Coordenador [D13] 27 Abr 2018
Coordenador-Geral [KyC] 04 Mai 2018
Ministro [C10] 15 Mai 2018

19 Re: [AMAN] Relatório - Redações em Seg 14 Maio - 0:49

dayvid41


Visitante



ÍNDICE

I. DADOS DO CADETE.

II.TEMA.

III.INTRODUÇÃO.

IV.DESENVOLVIMENTO.

V.CONCLUSÃO.




NICK : Dayvid41

TAG : [D41]

TEMA : Conclusão de um caso

O Tribunal do Júri é o órgão do poder judiciário brasileiro em que sete jurados leigos, presididos por um juiz togado (concursado), decidem as causas que lhes são apresentadas.

No Tribunal do Júri atuam os jurados, cidadãos comuns que decidem se os réus são culpados ou inocentes. O Código de Processo Penal prevê que 25 jurados devem ser sorteados para cada sessão de julgamento. Desses, somente sete comporão o conselho de sentença. Para ser jurado é necessário ter mais de 18 anos, não ter antecedente criminal e morar na comarca onde o júri será realizado.O sorteio é realizado antes de começar o julgamento. Defesa e acusação têm o direito de, cada uma, recusar três jurados sorteados. Depois da escolha dos sete, os outros jurados presentes são dispensados. Durante o julgamento, que pode durar vários dias, os integrantes do conselho de sentença ficam incomunicáveis. Se o júri passar de um dia para outro, os jurados fazem as refeições no Fórum e são encaminhados para dormir em hotéis, determinados pelo Judiciário e supervisionados por oficiais de justiça.
Jurados - Durante o julgamento, os jurados ficam proibidos de conversar sobre o caso, telefonar, ler jornais, assistir TV, ouvir rádio ou acessar a internet. Até a resolução do caso, eles permanecem em regime de isolamento máximo. Nos intervalos do julgamento, eles podem conversar entre eles, contudo, somente sobre amenidades.Se um jurado quiser mandar um recado para casa, ele deve escrevê-lo e entregar ao oficial de justiça, que ligará e transmitirá o recado. Durante o julgamento, os jurados podem fazer perguntas por escrito e entregar ao oficial de justiça, que encaminhará a questão ao juiz. O juiz responde ou pede para que a resposta seja dada pela promotoria ou pela defesa.Na hora de votar, os jurados reúnem-se com o juiz em uma sala secreta e recebem duas cédulas: uma escrito sim e outra escrito não. O promotor e a defesa devem estar presentes, em atitude meramente fiscalizatória, sem interferir nos trabalhos. O juiz lê cada pergunta, chamada de quesito, e os jurados sem comentar nada escolhem uma das cédulas que tem na mão. Não existe limite de tempo para que os jurados votem, porque o objetivo é que decidam com calma e serenidade.
Testemunhas - Durante o julgamento, tanto acusação quanto defesa podem ouvir cinco testemunhas cada. Se sentirem necessidade, acusação e defesa podem pedir mais testemunhas, entretanto terão que explicar a razão ao juiz, que decidirá se inclui na lista ou não.
Julgamento - A Lei nº 11.689, de junho de 2008, fez algumas alterações no Código de Processo Penal. Agora, o interrogatório dos réus é feito após o depoimento das testemunhas. Até então, os acusados do crime eram ouvidos primeiro. Com a mudança, o julgamento segue a seguinte ordem:

Aprendemos nessa redação, que em um juri tem regras (igual em todos os lugares), presisamos falar com : Firmeza, coerencia, clareza e ortografia ótima.Mas tambem precisamos ouvir com atenção.

20 Re: [AMAN] Relatório - Redações em Seg 14 Maio - 12:17

Lucaas_RCC

avatar
Visitante

1. Dados do cadete

Nick: Lucaas_RCC
TAG: [Lcs]
Patente: Sargento
Tema: Resolução de casos.

2. Introdução

A resolução de um caso é um tema muito árduo e inacessível pelos simples fatos de não serem fácil julgar casos com vítimas e  pelos obstáculos que podem aparecer mediante ao tribunal.
O tema em questão engloba uma série de pessoas, tais como: juiz, réu, testemunhas, vítimas, promotores de justiça e a defesa. Tais pessoas podem se encontrar em casos como: judiciais, políticos, entre outros exemplos.
A resolução de casos do juri é especificamente realizada quando se trata de crimes dolosos contra a vida, em que ambas partes são ouvidas.
O procedimento de um caso é o seguinte: o julgamento se inicia com a escolha dos jurados. Uma lista de, em geral, 25 nomes, escolhe-se 7, explicando-lhes que se deve julgar com imparcialidade e justiça. Após, iniciar-se a oitiva de testemunhas, vítima, se viva, interrogatório do acusado. Depois, tem início os debates, onde a promotoria falará, em regra, assim como a defesa, ambas explicando porque o réu é culpado ou inocente, respectivamente. Após os debates, o Juiz lê para os presentes quais são os quesitos e pede que todos deixem o plenário, excetos os jurados. Os jurados responderão aos quesitos, que, após serão lidos em sigilo. Tendo as respostas, o Juiz proferirá a sentença, absolvendo, caso assim tenham decidido os jurados, ou condenando, conforme o caso, cabendo a ele (juiz),  estabelecer a quantidade de pena com base nas leis e cincunstâncias.
No dia 10/05/2018 os comandantes da AMAN fizeram uma simulação na qual o cívil " Strog-BAN " havia sido atropelado pelo condutor do veículo " @Isaacels ". O caso acabou em um terrível acidente na qual o cívil " Strog-BAN " teve que amputar a sua perna esquerda. Colocando em consideração que o cívil estava atravessando a rua fora da linha de pedestres. Mediante ao acontecido, o caso foi levado ao tribunal de juri na qual a defesa do motorista se saiu melhor e venceu o caso com antecedência.
Com base no tema em questão tenho total conhecimento agora que o meio de comunicação/argumentação é essencial para a resolução de um caso. Não só o meio de comunicação/argumentação, mas também a presença das testemunhas e maiormente a presença dos jurados. Tenho à real certeza que isso irá nos ajudar muito em nossa carreira dentro da AMAN!



Atenciosamente, Lucaas__RCC [Lcs]





[RCC] Subtenente [es4]



[RCC] Sargento [SkB]



[RCC] Cabo [J57]



[RCC] Soldado [iTi]




Organizador de Rondas (Org.ROND)




"Tudo posso naquele que me fortalece"

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 3]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum