Redes Sociais



Parceiro: Ofertas na Baixada
Visite o Quarto

Quarto: Praça Militar
Visite: Clique aqui
#AdolfResponde
Destaque
Nick: Convidado.
Motivo: Por se dedicar a Polícia RCC diariamente, continue assim!
Parceiros
Jornal Revolucionário  - Revolucionando seus pixels
Link-nos
Policia RCC - A Melhor Policia do Habbo Hotel



Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 [AF] Manual de Gestão de Crises em Qui 11 Maio - 12:32

?x:Andrey:x?

avatar
Popular


Por que as companhias entram em crise? O que levou a uma queda brusca no desempenho? Como sair de uma crise? Com base nas experiências de companhias entre os anos de 2015 e 2017, o objetivo do Manual de Gestão de Crises é responder a essas perguntas.

O que é uma crise?
Pode-se dizer que uma companhia/órgão está em crise, quando:

O seu desempenho cai significativamente.
Exemplo: um grupo X costuma aplicar 300 aulas por semana. Se em mais de uma semana seguida há 100, 150 aplicações semanais, o grupo precisa de atenção.

Mais de 50% de vagas ociosas
Exemplo: uma companhia que possui 50 membros está com apenas 25 ou menos membros ativos por mais de uma semana.

Alto índice de membros abaixo da meta.
Exemplo: uma companhia de 20 membros em que 8 membros (40%) estejam irregulares nas metas.

Quais são as principais causas de crises?
Apesar das crises atingirem diferentes companhias, os fatores causadores são os mesmos e se repetem frequentemente. Vejamos:

Saída repentina do líder
Muitas companhias que possuem um bom desempenho podem ser prejudicadas com a saída inesperada de seu líder. Normalmente, o bom trabalho não tem continuidade, o que leva ao segundo principal fator.

Ausência de um conselho/ministério ativo e bem treinado
Apesar da importância vital do líder, nenhuma companhia obtém um bom desempenho se não possui um conselho/ministério que possa auxiliar e substitui-lo. O Conselho é uma parte vital de toda companhia/órgão e precisa ser bem-treinado.

Metas baixas e desinteresse de membros
Possuir metas baixas gera desinteresse. A competição é eliminada e os membros não se mantém motivados.

Pouca relação líder-membros
A liderança precisa se fazer presente e ativa para um bom desempenho da companhia. Quando isso não ocorre, é possível haver problemas com motivação.

Ainda existem outros fatores, como quantidade de membros excessiva, entrada simultânea de conselheiros em licença, mas, esse Manual irá se ater às principais causas.

Como contornar uma crise?
Uma crise exige medidas rápidas e enérgicas, para retomar o desempenho e minimizar as consequências à reputação da companhia/líderes.

Tolerância zero com ausência e descumprimento de metas
É imprescindível, ao menos durante a pior fase, um endurecimento cobrança por presença e metas, de forma a eliminar os membros ausentes e que não se enquadrem na companhia. Recomenda-se:
*Expulsão de membros sem atividades por uma semana;
*Expulsão por 3 dias seguidos sem login no Habbo Hotel;
*Aumento de punições para faltas em reuniões e descumprimento de metas;
*Criação de uma lista negra de policiais ausentes e com desempenho ruim na companhia.

Diminuição de vagas e aumento de metas
Durante uma crise, a quantidade de membros pode estar inchada e (ainda que as vagas não estejam preenchidas) haver mais membros do que o realmente necessário. Sendo assim, recomenda-se diminuir em até 30% a quantidade de membros e aumentar as metas.

Aumentar a relação líder-membros
O líder precisa estar mais próximo de seus membros para motivá-los e cobrar desempenho. Os eventos e grupos no WhatsApp são as melhores opções, pois melhoram, de forma natural e divertida, a relação entre líder e membros.

Intervenção externa (consultores)
O conselho da companhia pode pedir o auxílio de um policial experiente, propondo mudanças no grupo.

Como evitar uma crise?
A melhor forma de lidar com uma crise é tratando os seus fatores e evitando que ela ocorra. Veja algumas formas de previni-la:

Treino de futuros líderes/conselheiros/ministros
Os membros de patentes intermediárias, como capacitadores, graduadores e avaliadores, precisam ser treinados para que futuramente venham a assumir o comando da companhia.

Rigidez de metas e presença
As metas da companhia precisam ser altas, de forma a garantir a competição e a motivação. O membro precisa ter uma meta que preencha, em média, pelo menos 30 minutos diários.

Rever periodicamente membros e metas
De acordo com a quantidade de policiais promovidos, o número de membros e metas pode ser dimensionado corretamente. O líder da companhia pode solicitar a qualquer momento à Auditoria Fiscal um Estudo de Adequação, com o objetivo de saber o nível adequado de membros e metas da companhia. Para solicitar seu Estudo de Adequação, clique aqui.

Programar a substituição temporária de conselheiros/ministros durante licenças
Durante a licença de conselheiros/ministros., membros de patente intermediária podem ser escalados para exercer temporariamente a função de ministros/conselheiros.


A Auditoria Fiscal monitora frequentemente o desempenho das companhias, e em caso de queda por dois períodos seguidos no desempenho, é possível considerar o surgimento de uma crise. Prestamos serviços de consultoria às companhias que manifestarem interesse em corrigir os problemas detectados. Para solicitar a consultoria, clique aqui.



Assina essa postagem, marechal ?x:Andrey:x? [AdX]

*Vice-líder da Companhia de Professores
*Líder da Auditoria Fiscal
*Ex-general da RCC (2012)
*Ex-corregedor (2013)
*Ex-entrevistador e editor de redação do Jornal Revolucionário (2012)
*Ex-líder dos Professores da RCC (2014)
*Idealizador do CFO (antigo CUFOS/APOL)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum