"Eu dou graças ao que tem me confortado, a Cristo Jesus Senhor nosso, porque me teve por fiel, pondo-me no ministério; a mim, que dantes fui blasfemo, e perseguidor, e injurioso; mas alcancei a misericórdia, porque o fiz ignorantemente na incredulidade. E a graça e o amor de nosso Senhor superabundou com fé e amor que há em Jesus Cristo. Esta é uma palavra fiel, e digna de toda aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. Mas por isso alcancei a misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda a sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer nela para a vida eterna" (Primeira Carta a Timóteo, cap. 1, vers. 12-16).